Quem sou eu

Minha foto
Piracicaba, SP, Brazil
Sou casada, tenho um filho, amo viver, adoro trabalhos manuais, música, filmes, antiguidades etc.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Caixinha da Singer









Não faço segredo, muito pelo contrário, propago aos quatro ventos o quanto gosto do mundo da costura e afins.
E penso que tudo começou ao acompanhar minhas avós a lojas de tecidos. Fui fisgada pelo nariz! É, pelo nariz, pelo olfato. Adoro o cheiro do tecido novo, recém desembrulhado. E quando a vendedora ainda dá aquela virada, puxando para que mais tecido se desenrole e faz aquele barulho em cima do balcão, dá até emoção!
Com uma das avós ia atrás de pequenos cortes de tecido para que ela costurasse roupinhas para o Fábio, um boneco do tamanho de um bebê de verdade que eu tinha.
Com a outra avó, ia procurando algum tecido para um vestido ou uma blusa que ela me faria.
Mas, para costurar para as netas, esta avó impunha condições: "- Não faço acabamentos! Eu ensino e vocês se viram".
E lembro de pregar botões, fazer casas à mão, alinhavar barras. 
Desse modo fui inserida no gosto pelas coisas de costura.
Garimpando no "Passado Perfeito", em São Pedro, (já falei dele aqui), achei esta caixinha de acessórios para fazer casas de botões. Esse equipamento era acoplado à máquina de costura só na hora de fazer as casinhas.
O manual, em inglês, data de 1960. Mas o que eu gostei mesmo foi da caixinha em si, com forma e cor tão características dessa década. 

16 comentários:

Amara Mourige disse...

Rebeca, que achado maravilhoso! Adoro essas coisinhas antigas!
Beijos
Amara

Regina Saraiva disse...

Olá Rebeca,

A caixinha é linda mesmo, com uma cor e tanto. Um achado bem legal. Lembro que as máquinas mais antigas eram bem simples. Depois foram criando vários equipamente para modernizá-las. A da minha mãe sempre foi simplesinha, mas na da minha sogra foi acoplado um motor e outro apetrecho para zig-zag.
Beijos

Simone pinturas e crochês disse...

Que legal,Rebeca! Fico muito emocionada por ver tanta paixão pela costura, por isso tanta perfeição e beleza em tudo que faz, sei que faz tudo com amor...
Beijos e tudo de bom!

helena disse...

Também adoro costurar, embora faça pouca coisa, acho que dá sempre jeito.

Claudia disse...

Oi, Rê! Linda essa caixinha, o formato dela é bem legal, olhando bem depressa parece um disco voador...hehehe. Eu também amo esse mundo da costura, das inúmeras possibilidades, esse mundo que me possibilita ser livre e criativa. Beijos parceira, Clau.

Val disse...

Oi Rebeca, por coincidência quando vi a caixinha, também me lembrou direitinho um OVNI ! que shape engraçada, bem anos 60, realmente. Só podia estar esperando por você lá no Passado Perfeito! Um achado.
Bonito seu texto, como sempre, a costura está no seu sangue, sem dúvida!
Sobre o meu serviço de chá: a família é grande e não acaba por ali: ainda tem além do bule do açucareiro e das xícaras (chávenas), a leiteira, a manteigueira, e o biscoiteiro, só que o biscoiteiro é um homem, um negro, trabalhador de fazenda, bem grandão. Comprei aquele conjunto logo que casei, na verdade, fui comprando, pois ia adquirindo as peças à medida que podia, e com um medo louco que a loja vendesse tudo antes que eu chegasse ao fim! a xícara é a saia da negra, virada para cima, mas na foto não aparece bem. Aliás as fotos ficaram horrorosas, agora com a mudança para a hora de inverno aqui, às 6 da tarde já está de noite, quiz apanhar ainda um pouco de luz natural, mas não consegui! Beijo grande!

a andorinha disse...

Adoro estas coisas que você encontra Rebeca!

M de Maria Ateliê disse...

Oi Rebeca,
A caixinha é linda mesmo.
Me lembro da minha avó costurando com só no pedal (não sei o nome, mas aquele de ferro).
Tenho uma caixinha bem antiga que era dela, da Singer, mas é quadradinha.
O que aprendi foi olhando a vovó.
Até tive aulas com a mãe de uma amiga, tudo era diversão, mas com a vovó aprendi muita coisa.
Pena que já esqueci muitas também rs
bjs
ótima quinta

Georgia Moriconi disse...

oi! Rebeca q fofura, muito linda, n
não faço ideia como usar, mas q é linda é...aliás não sei fazer casinhas de botão, minha máquina até tem maaaassss...rs. beijão querida.

Lia Gloria disse...

O designe da caixinha é a cara dos anos 60. Uma relíquia.
Viajei na tua história de paixão pelos tecidos.

bjs

Regina Saraiva disse...

Olá Rebeca,

Saiba que quando comprei a maquininha/apontador lembrei de você, da sua coleção. Entrei para comprar linhas e fitas, e tudo estava dentro do planejado até chegar ao caixa. Foi aí que vi duas maquininhas: uma que é uma caixinha de música e este apontador. Na hora pensei na sua coleção e a tentação de levar para casa bateu forte. Não pretendo colecionar, isso não, mas que meu cantinho ficou mais bonito ficou!
Beijo grande e bom fim de semana

Criando Artes Carla disse...

Oi Rebeca,
Eu acho muito legal esses mimos que vc encontra.
Amei a caixinha, bem estilosa e super na mosa com essa cor maravilhosa.
Beijos e um bom fds.

http://criandoartescarla.blogspot.com.br/

M de Maria Ateliê disse...

Oi Rebeca,
Também achei uma maneira muito carinhosa, afinal...geito à mão!
Obrigada e ótimo finde também!
bjs

Rovânia Queiroz disse...

Oiê! Mais um vez, você vem e deixa a gente babando né? Antiguidade e "Singer"? Amei!!! Beijinhos!!!

Val disse...

Oi Rebeca,
Vi que vc andou vendo o baú do blog! As imagens do ap em Paris, foi minha filha que me mandou. Achei linda a casa, e como vc diz, se acha muitos cantinhos se se procurar. O casal que a habita, é idoso, mais de 80 anos.
Sobre a remodelação daquela cozinha: quem trabalha comigo sabe que sou chata, que só não fica nas casas velhas o que não tiver condições de ser recuperado. Ali só sobrou aquela parede com os azulejos centenários. A casa está alugada e contratualmente é proibido o inquilino furar aquela parede.
Estou fazendo o mesmo numa obra que tenho em mãos atualmente. Tem dado trabalho, pois precisei quebrar uns azulejos para passar a canalização nova, e o empreiteiro me arranjou azulejos antigos iguais e está fazendo um verdadeiro trabalho de corte e costura: colocando azulejos antigos no meio dos que ficaram. sai mais barato e mais rápido substituir tudo, mas eu não consigo. Esta cozinha está ficando com tudo dos anos 50, até a pia em pedra. Se der certo e ficar bonita mostro para vcs no blog. Bjs, obrigada pelas suas frequentes visitas e seu carinho. Valéria.

MarySol disse...

Hola Rebeca, muchas gracias por tu comentario tan amable, yo también he visitado tu blog y veo que la aguja se te da de maravilla, eres una artista¡¡
Besitos

Eu recomendo

Eu recomendo

costureiras de Tarsila

costureiras de Tarsila

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Gentileza Gera Gentileza