Quem sou eu

Minha foto
Piracicaba, SP, Brazil
Sou casada, tenho um filho, amo viver, adoro trabalhos manuais, música, filmes, antiguidades etc.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Um menino chamado Lucas



Hoje meu único filho faz 18 anos.
Para mim, é uma data diferente, muito especial.
Tenho um pouco a sensação de dever cumprido, embora saiba que a educação dele não termina aqui, nem meu suporte de mãe acabou, nada disso.
Acontece que agora ele já é um homem, quase um adulto mesmo. Repenso meu papel e relembro das tantas coisas que passamos juntos.
Quando ele nasceu, tive a nítida impressão que se abria em mim uma ferida que nunca cicatrizaria.
Porque dali por diante tudo que ele sofresse eu sofreria em dobro, todas as dores dele ecoariam em mim.
E decidi lhe fornecer lembranças.
Desde seu primeiro aniversário lhe escrevo cartas. Vou lhe contando coisas sobre ele, sobre os familiares e sobre nós, seus pais.
E fui lhe dizendo das brincadeiras favoritas, dos amigos, das músicas que ele gostava de ouvir naquele ano.
Dos álbuns de figurinhas, dos pequenos bonecos que ele guarda até hoje, dos passeios.
Fui lhe dizendo coisas do ponto de vista de mãe. Contando-lhe o efeito que a maternidade teve sobre mim.
Penso que aprendi muito mais do que ensinei.
Aprendi a analisar cocô de bebê, interpretar choros,  a serventia de tantos remédios comum à primeira infância. Aprendi a ter paciência e a olhar o outro como filho de alguém. Aliás, eu redescobri o outro! Foi impressionante!
Percebi que era chegada a hora de contar histórias antes dele dormir, eu que era apenas a ouvinte das histórias da minha vó Isabel!
Reaprendi a brincar, a assistir desenho, a ler gibis...
Aprendi a tratar joelho ralado, dor de garganta, briga de escola.
E conheci tanta banda boa, tanta música legal. Ele me apresentou aos "Mutantes", pode? Quando eles existiam, eu era muito pequena. Quandro cresci, nunca fui atrás de conhecê-los.
E agora, passados tantos anos, o  Lucas me vem com  músicas fantásticas deles!!! E me ensina de novo e sempre...
É incrível como ter filho rejuvenesce! Você revive tudo  num  outro tempo, vendo a vida por outro ângulo.
E amando como nunca achou possível amar...

11 comentários:

Joanna Catharina disse...

Que lindo Rebeca!
Muito lindo o que você escreveu. Às vezes fico imaginando como seria (ou será), quando eu fosse ser mãe. Acho que eu teria outra visão de mundo quando isso acontecesse, assim como você descreveu.
Ah, eu também tive uma avó chamada Isabel, quanta saudades!

Parabéns para o seu filho Lucas e que venham muitos mais anos de vida pra ele e de aprendizado pra você!

bjoo

By Neymes disse...

OLA REBECA,ENTENDO E VIVO ISSO QUE VOCÊ ESCREVE.E O MAIS INTERESSANTE EM NOSSA MATERNIDADE É QUE FILHO HOMEM É BEM CHEGADO A MÃE,NÉ?ELE PUXA O SACO DA GENTE,O SEU É ASSIM TAMBÉM?SINTO QUE ELES NÃO QUEREM DECLARAR E NEM ASSUMIR O TANTO QUE NOS AMA,EU PELO MENOS VEJO ISSO QUANDO O MEU FER(19ANOS),ME DEFENDE,FICO TODA,TODA.SIM RE,SER MÃE É TUDO DE BOM.PARABÉNS LUCAS,CURTA SUA MÃE,POIS MÃE É UMA SÓ.BJS A TODOS AI.VALÉRIA.

Nina Dias disse...

Que declaração linda de amor incondicional! Uma ideia que todas as mães poderiam fazer...escrever cartas e contar o que está tão fresco na memória da gente e detalhes que vão se apagando ao longo do tempo! Parabéns ao filho e à mãe amorosa ! bjs Nina

Simone Carvalho disse...

Oi minha amiga,
que lindo o texto para o Lucas. Me enganei redondamente, pois jurava que vc tinha um filho de 06 anos..acho que li errado, e fiquei com essa ideia.
É bem assim mesmo, a gente ensina muito, mas aprende demais. Tenho uma filha de 16, e achei que tivesse aprendido tudo com ela. Me enganei feio, quando veio a Nina, que hoje está com 6 anos. Hoje aprendo a cada dia com essa baixinha aqui.
Enfim... parabéns para o Lucas, e muitas felicidades!
Bjs e bom final de semana!
Simone

paula disse...

Ola Rebeca. O seu texto e muito bonito e tem tudo a ver com ser mae. muitos parabens aos dois e desejo a maior boa sorte e felicidades ao seu filho Lucas. ele tambem teve sorte pela mae que tem. bj

Larissa Banister disse...

Que lindo, que sorte do Lucas de ter uma mãe inteligente e sensível. Adoro esse nome, Lucas, na minha casa todos começam com L... Beijos

Geórgia Moriconi disse...

oi, rebeca...filho é nossa vida mesmo, muitas felicidades, saúde e paz para seu rapazinho. Que Deus ilumine sua família, que seu filho siga o caminho do bem. Fica com Deus. beijos .

Dilma disse...

Que lindo Rebeca!!! Eu sei bem o que é isso,vivo em dobro pois tenho duas garoyas de 20 e 23 anos e a cada dia é uma nova experiência. É incrível como pode o amor ser tão grande assim... Que Deus abençoe à vc e seu filho.Beijos.

Iny Silva disse...

Lindo!!!! Ter filhos realmente nos faz ver a vida de uma outra forma. E nos faz enxergar a veracidade do amor!

Anônimo disse...

OI REBECA! Aqui estou eu, no seu dandolinhas...e que lindo texto sobre voce, seu filho! E sabe o que??? Resolvi escrever CARTAS para a Yasmin e o Rafa tambem. Adorei essa ideia delicadissima. Um beijo da Dri do OVOS QUEBRADOS. E cade o liquidificador da sua mae?????

trapos a voar disse...

Descobri o seu blog à pouco e estou a gostar muito.
Costumo dizer que desde que o meu filho mais velho nasceu o meu coração saíu do peito e agora anda por aí,com os meus meninos, e eu não o consigo sossegar. A maternidade deu sentido à minha vida, agora sei exactamente porque acordo todos os dias, porque vou trabalhar, porque sou tão feliz! Vou tentar começar a escrever cartas para os meus filhos também, acho que ainda vou a tempo, e mais tarde vai ser uma recordação fantástica para todos! Obrigada por partilhar a ideia! Felicidades e parabéns!!

Eu recomendo

Eu recomendo

costureiras de Tarsila

costureiras de Tarsila

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Gentileza Gera Gentileza