Quem sou eu

Minha foto
Piracicaba, SP, Brazil
Sou casada, tenho um filho, amo viver, adoro trabalhos manuais, música, filmes, antiguidades etc.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Máquina de costura Elna, a "nova" queridinha



Este gabinete de maquininha de costura
aproximadamente 8 x 4 cm
(e não tem a maquininha dentro, tá?)

   Quando aprendi a costurar, em 1999, tive uma professora que morava em Curitiba.
   Acontece que ela namorava meu pai e passava alguns períodos na casa dele, aqui em Piracicaba.
   E como ela adorava (e adora!) costurar, trazia uma máquina Elna igual a essa para companhá-la nessas visitas. E foi numa dessas ocasiões que ela teve a bondade de me introduzir nesse meio adorável do patchwork.
   Aprender a costurar nessa máquina especial e antiguinha deu um toque todo especial ao meu aprendizado.
  A máquina não tem pedal : a costura é acionada por uma alavanca na altura do joelho. De lá para cá, comprei duas máquinas de costura mais modernas e com bem mais recursos. A paixão, porém, continuou.
  Dias desses, tive a oportunidade de comprar, finalmente, a minha própria velhinha verde. E é ela que posa aqui, toda serelepe, revisada e funcionando muito bem.
   É silenciosa, rápida e tem um ponto reto muito bem definido. Sua luz é forte e por ser todinha de metal, sua estabilidade é muito melhor do que das minhas máquinas mais modernas.
   Ela vem acomodada dentro de uma caixa verde também de metal, onde a máquina é encaixada para se ter uma base (opcional: se você colocá-la na mesa, ela vai muito bem).
   Prá mim, ela parece uma máquina de costura usada em alguma guerra: esse verde militar, esse metal todo... não sei, prá mim alguma enfermeira já deve ter costurado nela ;)
   Comprei num antiquário muito gente boa (adoro esse termo!), lá de Indaiatuba, que teve a gentileza de me dar o pequeno gabinete de máquina de costura de madeira. Parece que ele simpatizou com a ideia da minha coleção de máquinas de costura de brinquedo e quis colaborar...
   Agora, é botar essa senhora prá produzir!

27 comentários:

Carmen Ferreira disse...

Oi Rebeca
Que delícia ver essa maquina linda, tenho um Singer velhinha(daquelas pretas beeem antigas) não desfaço da bichinha por nada.
E esse mini gabinete? apaixonante!
Tua história de introdução as costuras é bem bacana.

bjo querida

Mirian Trédicci disse...

Nunca vi igual! Vejo muito daquelas manuais com pedal! Essa realmente parece que veio de algum acampamento de guerra! Muito bonita e imponente, e o mais legal é que funciona!
Bela aquisição! Vai ser o xodó da dona, né?
Um beijo

Amara Mourige disse...

Olá Rebeca
Que linda nunca vi uma máquina dessas,me apaixonei pelo gabinete!
Eu tenho a minha coleção de máquinas, mas não se compara com a sua coleção, a minha é bem pequena!
Ganhei mais uma linda no meu niver!
Beijinhos
Amara

Claudia disse...

Que linda, Rebeca!!! Tanto seu relato quanto a maquininha de costura. Chamo-a no diminutivo não por desmerece-la, pelo contrário, por ter profunda admiração. Você é mesmo uma pessoa de muita sorte, e gente muito boa também! Beijos e boas costuras nessa rainha. Clau.

Lia disse...

Deve ter um ponto maravilhoso...
E por ser toda de metal, também deve ser poderosa! :-D
Parabéns!!

Maria Varredora Pau de Vassoura disse...

Que velhinha tão bonita, não conhecia a marca e acho que nunca vi uma assim! É uma verdadeiro tesouro! :)))

Dona GAM (GAM DOLLS - 2) disse...

BOA NOITE, CARA REBECA!
LINDAS, TANTO A MÁQUINA QUANTO A MINIATURA DE GABINETE. :)
ABRAÇO PRA VOCÊ!

Drika Sanz disse...

Olá,
Que máquina legal. E se está funcionando bem, melhor ainda! A miniatura é muito fofa. Boas costurices para você.
Bjs

Bang Kao ♪ ~ disse...

Que coisa mais linda!!! Eu gosto bastante de costura também, mas sei pouco. Uma tia me ensinou algumas coisas, mas aprendo quase tudo pela internet ou revistas (ela mora longe...). Aqui em casa temos 3 máquinas. Uma Singer moderninha e pequena, uma industrial (do meu pai) e recentemente ganhei do amigo do meu pai uma Vesta antiga, de manivela. Pretendo recuperar as peças que foram perdidas, mas não quero reformá-la (gosto do jeitinho envelhecido e cheio de história <3). Adorei essa Elna, eu não conhecia. É linda!!!
Também dei uma espiadinha na sua coleção e adorei!
Beijos!

Pri disse...

Fiquei encantada com a sua Elna e não sabia da sua coleção ( que é grande, hein?).
Eu tenho uma (apenas) à manivela.
Sei que funciona. Minha mãe quando esteve aqui brincou um pouco mais com ela. Eu já preferi deixar de decoração. Está no meu cantinho criativo. Um dia mostro.

Beijos, Rebeca.

Alcena C V C disse...

Oí Rebeca ,muito prazer sou a Alcena C V C!
Obrigada por me visitar ,lá no blog,fiquei
feliz com tuas palavras carinhosas.Amo artes,
artesanato,música,dançar,cores...somos
parecidas,ihihiiiii!
Beijinhos tenha dias alegres e abençoados!

http://alcenacvc.blogspot.com.br/

https://www.facebook.com/alcena.cvc

Val disse...

Olá Rebeca, quando vi a verdinha na primeira foto, jurava que era de brinquedo. Me parece tão básica em relação às modernas, que têm tantos pontos e funções, que custa a crer que seja de verdade e produza belas peças! Verdade que parece saída do tempo da guerra, nesse tom militar! E sua miniatura foi de gente boa para gente boa! Beijo!

Criando Artes Carla disse...

Oi Rebeca, nunca vi uma assim.
Adorei nessa cor, modelo vintage.
Parabéns adoro ver essas relíquias que vc adquiri.
Beijos

Val disse...

Olá Rebeca, aquele tapete é um Kilim, e era meu, estava guardado há uns 8 anos. Inicialmente coloquei-o em frente aos sofás, mas a minha filha achou que o castanho escuro ficava melhor e mais confortável, então trocámos. Beijo Rebeca!

Sónia TM disse...

UAU, adorei, a minha avó ainda tem a singer :)

Sónia
www.tarasemanias.pt

Fátima Oliveira disse...

Oi Rebeca!
Quanto tempo né? As vezes nos perdemos das nesse mundo de tantas blogueiras, rsrs.
Não conhecia essa máquina, tenho uma Singer velhinha, precisando de uma manutenção.
Adorei o post e rever seu blog.
Beijos!

Regina Saraiva disse...

Olá Rebeca,

Que aquisição! Acho que um sonho realizado, não? Consegui uma máquina igual a que aprendeu a costurar é o máximo, também adoro este termo,rs. Não conhecia o modelo, mas de verdade que parece tirada de uma propaganda de recrutamento para a guerra, com uma enfermeira, daquelas vestida de branco, touquinha com cruz vermelha na cabeça fala alguma coisa para te convencer!
Sua coleção ficou ainda mais linda, parabéns!!
Beijos

Judy disse...

Que bacana!
Ela parece bastante robusta e pau pra toda obra.
Felicidades com sua nova companheira de aventuras criativas.

Abraço e ótima semana,

Angélica D disse...

Hola amiga querida que buena máquina de cocer , yo tengo una nueva ,

Lia Gloria disse...

Gente... como tu és estilosa. Uma máquina antiga dessas, é muito charme. Uma peça carregada de histórias, é demais. Eu já inventei aqui na minha cabeça outras estórias pra ela rs
Adorei saber como começaste a costurar. Puxa... faz tempo!
Amei a 'maquininha' de madeira. Um mimo.

bjs

Rovânia M disse...

Menina,estou aqui impressionada . Há alguns meses atrás estava pesquisando marcas e modelos de máquinas,queria uma eletrônica e com pontos para patch,e vi várias dessa marca,e pensei que era mais uma invenção,mais uma marca tentando conquistar um lugar,não fazia idéia que era tão antiga . E que achado esse seu!Ela é linda,dá vontade de costurar nela,e certeza deve ter muita história!!!

Nanci Dalto Degan disse...

Oi Rebeca, achei que mais ninguém tivesse uma maquina destas, kkkk
A sua esta linda.... eu fiquei muito tempo sem usar e agora decobri que esta com a boracha que gira a maquina frouxa, você saberia onde posso encontrar?

Obrigada!!!!
Abraços...

lfaleiros disse...

Oi Rebeca, adorei encontrar seu Blog e este "post" sobre esta verdinha adorável. Quando tinha 12 anos e aprendi a costurar recebi como presente de minha mãe sua máquina Elna e fiquei maravilhada com sua simplicidade e eficiência, com ela fiz muita costura simples. Mais tarde quando minha primeira filha tinha 3 ou 4 anos costurava muito para ela e seu irmãozinho, mas um dia tive que deixá-la na mesa e acudir o pequeno e quando voltei a menina levada tinha dependurado na manivela que se quebrou e nunca mais pude usar o belo presente de minha mãe, pois não encontrei a peça nem quem a consertasse. Será que vc saberia me indicar onde fazer este conserto? Ficarei muito agradecida.

Sila disse...

Oi Rebeca tudo bem? Amei saber sua história com a máquina elna, eu comprei uma, mas estou com dificuldades para costurar com ela, acho que estou passando a linha de forma errada! Pode me ajudar? Até mais!

Sila disse...

Oi tudo bem? Eu sou leitora do blog, em pesquisa sobre a elna, achei em são Paulo local que faz manutenção, segue endereço:AV.Dq Caxias,166-(01214000)- São Paulo,sp. Telefone:+55 (11)33311574.

Rebeca disse...

OI, Sila! Que bom que achou quem faz manutenção em SP. Aqui, na minha cidade, tb achei e ele deixou a máquina ajeitadinha. Porém,
confesso que não me adaptei muito com ela e a doei para um lar de idosos onde foi muito bem recebida.
Agora ando costurando com uma Singer 15C que foi de uma das minhas avós e estou a m a n d o !!!! Ela é demais!
Vc está usando sua Elna?

Rebeca

Sila disse...

Oi Rebeca tudo bem? Muito grata por responder, então eu ainda não consegui usar,acho que estou fazendo algo errado! Você continua firme e forte na costura, você vive dela!

Eu recomendo

Eu recomendo

costureiras de Tarsila

costureiras de Tarsila

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Gentileza Gera Gentileza