Quem sou eu

Minha foto
Piracicaba, SP, Brazil
Sou casada, tenho um filho, amo viver, adoro trabalhos manuais, música, filmes, antiguidades etc.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Tapete de bazar suplica adoção e eu escuto!






   A história não é bem assim como o título sugere: ele estava lá, no bazar, exposto para venda.
   Eu é que me declarei, sabe-se lá quando, a salvadora das peças lindas prontas para serem adotadas.
   Então, nem que o objeto em questão não me sirva lá muito bem, ou não caiba graciosamente na minha sala, levo logo para casa para que a peça não caia em qualquer casa, onde não saberão lhe dar o devido valor. É o raciocínio de alguém normal, adulto e pronto para as mazelas da vida já bem vivida? Não, né!    Mas essa sou eu. E juro às vezes me canso de mim mesma, a sério. Mas é que são poucas essas vezes, e as loucuras que faço em brechós e bazares geralmente terminam bem. Por isso, me perdoo ter comprado esse belíssimo tapete, totalmente bordado à mão, em ponto arraiolo. Ele foi feito em 1983, pela Casa Caiada, conforme informa um bordado no verso dele.
   Nas fotos pode-se observar que ele está amassado mas é de ficar enrolado em casa. Nada que alguns dias esticados em solo não lhe devolva a graça natural.
   Porque eu sai direto do bazar para a lavanderia, onde gastei mais do que para comprá-lo. Ficou mais caro lavar o danado do que comprá-lo! Pode? 
   E dias depois, quando ele chegou limpo e cheiroso, é que fui experimentá-lo na minha sala. Resultado: não gostei! Adoro minha sala e adoro o tapete novo mas sabe quando não dá liga? Quando os santos não batem? Foi assim.
   Como não me dou por vencida facilmente (às vezes até dou mas não quero admitir aqui, tá?) fui tentar ajeitá-lo sob a mesa de jantar: qual o quê! Fica grande demais (tem 2,00 x 2,70m) e invade o espaço da sala de estar, ficando exposto só o suficiente para alguém tropeçar. 
   Sendo assim, enrolei meu achado lindo e  como não tenho onde guardá-lo, ele descansa ao lado da minha cama, no chão, à espera de novas aventuras.
 

19 comentários:

helena frontini disse...

Encontrará, certamente o sítio certo. Também já fiz compras assim, quem resiste?!

Val disse...

E o seu sorriso, inclinada sobre esse tapete que não é um mero tapete, é uma obra de arte, diz tudo sobre a felicidade de o ter "arrematado". Há compras assim, de impulso, ele há-de achar o seu local de eleição, e verá, você vai olhar e dizer: "pôxa, parece que foi feito de propósito para ficar aqui". Beijão Rebeca!!!!!

Mercè Patchwork disse...

ES muy bonita, seguro que le encontraras un sitio donde pueda lucir su encanto....
Besos.

Dalila Pinheiro disse...

Oi Rebeca,
Adorei ler o texto, é sério isso, depois de comprar, lavar, não tem lugar para colocar?! Ficaria super frustrada rssssss
Que bom que esta levando na esportiva, tem que ser assim, afinal!
bjs

filosofiabotequim disse...

Tenho uma avó que faz arraiolos. Uma das utilizações que lhes dá é servir de tela na parede. Mas esse tapete é bem grande, não sei como ficaria. Espere que encontre o sitio dele. É um trabalho muito bonito. Bjs

filosofiabotequim disse...

Tenho uma avó que faz arraiolos. Uma das utilizações que lhes dá é servir de tela na parede. Mas esse tapete é bem grande, não sei como ficaria. Espere que encontre o sitio dele. É um trabalho muito bonito. Bjs

Marcia Ruiz disse...

Ah Rebeca, rs, sei bem o que é isso, rs. Aqui vejo meu marido fazer essas compras. Às vezes já torço o nariz, e quando vejo...tudo restaurado, limpinho, belo... começo a me apaixonar.
O tapete é lindíssimo, olha com calma ... será que não tem um lugarzinho pra ele? Vamos torcer.
Ah, cuidado para alguém ( Mafalda), rs, não estrear o tapete, hein?
Linda semana, bjs

Amara Mourige disse...

Rebeca, com certeza você vai arrumar um lugar bem legal para ele!!
O tapete é lindo eu tb não resistiria!!bjs
Amara

Regina Saraiva disse...

Olá Rebeca,

Paixão a primeira olhada? Quem ama brechó sabe bem o que é. Amo tapetes, ainda bem que marido também gosta senão ia ser difícil morar comigo, rs. Sempre tem um canto para eles, com certeza o seu encontrará um lugazinho onde será a vedete ou o toque extra. Acho os arraiolos lindos e é uma das minhas frustações não saber bordar. Anos atrás comecei um curso, mas minha paixão por tapetes não ajudou a superar minha impaciência, leva muiiiito tempo para ficar pronto!
Beijos.

Malú Holzmüller disse...

Rebeca estou teporariamente evitando visitas a certos bazares,rsrsrsrsrs...Tudo por que nao resisto a certas pecas expostas aí compro e depois que chego em casa ,após procurar um cantinho para a tal e nao encaixar o divórcio acontece,rsrsrsrsrsr...Entre eu e a peca comprada.
Mas esse tapete é lindo e com certeza nao ficará muito tempo aposentado,logo acharás um cantinho para expor a beleza dele.Bjs

Minha vida de campo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Minha vida de campo disse...

Que lindo, que pena que moro no mato aqui não tem essas preciosidades.Mas já fiz muitas dessas e continuo fazendo, uma pena que moramos longe poderíamos fazer trocas, hahah
Bjos tenha um ótimo dia.

Algodão Tão Doce disse...

Palavras gentis podem ser curtas e fáceis de falar, mas seus ecos são verdadeiramente infinitos.
(Madre Tereza de Calcutá)
Obrigada pela visita carinhosa!!!
Beijos Marie.

Algodão Tão Doce disse...

Palavras gentis podem ser curtas e fáceis de falar, mas seus ecos são verdadeiramente infinitos.
(Madre Tereza de Calcutá)
Obrigada pela visita carinhosa!!!
Beijos Marie.

Rovânia M disse...

Áh, Rebeca,é sério? Achei sinceramente que teria um final bem vintage! Pensa: Bordado a mão ! Mas como sempre suas narrativas tem um lado bem humorado !!! Mas sei que a lâmpada vai ascender !!! bjinhos!!!

Angélica D disse...

Hola Rebeca !, esa alfombra es preciosa ! De seguro le encontrarás un sitio donde luzca en todo su esplendor
Besos

Mundo da Carolina disse...

Maravilhoso tapete!! Magnifico trabalhinho!! Tambem gostei bastante tal como o trabalho que já comentei na postagem de cima!! Fica com deus,tudo de bom para ti,não te esqueças tambem de me fazer uma visita!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

Judy disse...

Um tapete realmente lindo e merece um bom uso...
Uma amiga tinha um tapete enorme e quando se mudou para um apartamento pediu para um tapeceiro fazer três peças dele... ficou muito bacana. Usou encostado na parede o que permitiu que a moldura externa continuasse valorizada.
Fica aqui uma alternativa para o seu lindo suplicante.

beijo,

Lia Gloria disse...

Nossa, o tapete super combina com o teu estilo... e agora?!
Vais dar um jeito nesta incompatibilidade, tenho certeza rs
Vou aguardar cenas do próximo capítulo!

bjs

Eu recomendo

Eu recomendo

costureiras de Tarsila

costureiras de Tarsila

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Gentileza Gera Gentileza